Quanto Ganha um Padeiro – Salário

É um profissional fundamental para o nosso dia a dia. Veja quanto ganha um padeiro.



“Uma média e um pãozinho na chapa”. Este é o principal pedido matinal nas padarias. Quem não faz um pit stop na padaria da esquina leva o alimento para casa diariamente, para a primeira refeição do dia. O consumo de pães no país é de mais de 6,5 mil toneladas – cada brasileiro consome 33 quilos de pães por ano –, o que demonstra a importância do padeiro na economia – e na culinária.

Quanto Ganha um Padeiro?

Um padeiro experiente ganha R$ 2.500 mensais, em média, para a jornada de trabalho diária de oito horas (acrescida de muitas horas extras). Nos grandes centros urbanos, o salário chega a R$ 2.800 (os maiores rendimentos se concentram nas regiões Sul e Sudeste; nas panificadoras, os salários podem superar R$ 5.000).

O mercado de trabalho é bastante amplo: de acordo com a ABIP – Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria – o setor abrange mais de 60 mil estabelecimentos comerciais, que atendem 42 milhões de consumidores diariamente.

padeiro salário

O Mercado de Trabalho para Padeiros

Os salários de um padeiro são atraentes, mas, nas últimas décadas, a indústria de panificação se modernizou, incluindo novas tecnologias e técnicas gastronômicas. A figura da padaria doméstica e tradicional, em que o ofício era transmitido dos mestres para os aprendizes, encontra-se em um passado cada vez mais distante, especialmente nas médias e grandes cidades.

Atualmente, as padarias oferecem uma variedade de produtos cada vez maior. São pães, bolos, tortas, doces e até itens para ocasiões especiais, como a Páscoa e o Natal. Por um lado, isto aumentou o número de oportunidades para os padeiros e confeiteiros (são dez mil vagas abertas, de acordo com os sindicatos do setor), mas faltam profissionais qualificados no mercado para atender à demanda sempre crescente.

A disponibilidade também é um empecilho para diversos candidatos. Um padeiro ganha bem, mas precisa estar disposto a trabalhar em fins de semana e feriados: a maioria das panificadoras mantêm as portas abertas durante 365 dias por ano.

Além de produzir e comercializar itens de primeira necessidade, estas indústrias gradualmente se tornaram lojas de conveniência, sem abandonar o balcão de pãezinhos, especialmente os franceses (a “preferência nacional”).

Onde pode trabalhar um padeiro?

É importante atentar que a atuação deste profissional não se limita aos estabelecimentos tradicionais: ele pode trabalhar em restaurantes, hotéis, refeitórios comerciais, escolas, bufês, além de atuar como autônomo, como empresário de catering (fornecimento de refeições e lanches) ou fornecimento de banquetes para eventos. Nestes casos, um padeiro ganha bem mais do que a média nacional.

padeiro quanto ganha

Capacitação Profissional em Panificação

Os interessados em se tornarem padeiros podem escolher pelos cursos de panificação oferecidos por diversas escolas presenciais e virtuais. Estes últimos são mais baratos (existem opções gratuitas), mas geralmente oferecem apenas um panorama das atividades do setor: para se profissionalizar, é necessário literalmente “botar a mão na massa”, o que significa frequentar a sala de aula.

Existem cursos livres (sem pré-requisitos determinados por lei) e técnicos (quando é necessária a comprovação do ensino fundamental, o antigo primeiro grau). Os cursos livres são mais rápidos e objetivos, enquanto os técnicos de nível médio oferecem uma visão mais global do segmento de panificação e confeitaria, ampliando as chances para a carreira de trabalho de um padeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *