Quanto Ganha um Físico – Salário

O físico investiga os fenômenos naturais. Conheça um pouco mais sobre a profissão e o mercado de trabalho.



A Física é a ciência que estuda os fenômenos naturais, seus princípios e as relações com o meio. Este cientista está presente em escolas, centros de pesquisa e desenvolvimento, indústrias e empresas de inovação. Em início de carreira, um físico ganha R$ 1.500, para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. Com cinco anos de carreira, o salário pode chegar a R$ 4.000 mensais.

salários em física

Quanto Ganha um Físico?

A maior parte dos licenciados em Física trabalha ministrando aulas para o ensino médio (antigo 2º grau). O salário médio nacional é de R$ 2.100. Um profissional com doutorado, no entanto, trabalhando em um centro de pesquisa de referência como professor titular, pode ganhar mais de R$ 15.000 mensais.

A Física ajuda as pessoas a entenderem como o mundo e a natureza funcionam. O candidato ao curso não pode apenas decorar as fórmulas ensinadas na escola: é preciso ter forte afinidade com todas as ciências exatas. Ao entrar na faculdade, é necessário ter bons conceitos especialmente de Física e de Matemática.  O curso é bastante amplo, abrangendo desde Estatística até Física Nuclear.

Áreas de Atuação na Físicaalbert einstein

O graduado em Física pode atuar em diversas áreas. Na Física Nuclear, o profissional desta área estuda a estrutura da matéria e sua aplicação na geração de energia elétrica. Em Instrumentação, cria instrumentos de precisão. Em Acústica, analisa níveis de ruídos e desenvolve materiais que sirvam como isolantes acústicos.

A Física Biológica estuda o comportamento e os aspectos físicos dos processos biológicos. A Física Ambiental avalia as condições físicas da água, solo e ar e as interações com as mudanças climáticas. A Física Médica desenvolve instrumentos e técnicas para tornar mais precisos os diagnósticos e terapias. A Óptica cria lentes para serem aplicadas com os mais diversos objetivos, como equipamentos a laser, por exemplo.

Para se tornar um astrofísico, é necessário ter o bacharelado em Física (preferencialmente) e pós-graduação em Astronomia. Ao contrário do que se imagina, esta área científica não se limita apenas à observação de planetas e estrelas. O astrofísico também prevê o comportamento das marés, participa da construção de reatores nucleares e analisa o aquecimento da atmosfera terrestre.

Curso de Física

Existem 70 cursos de Física no Brasil. Entre as instituições de ensino mais bem avaliadas, estão a Universidade Federal de Itajubá (MG), Universidade Federal de Pernambuco, Universidade de São Paulo, Universidade de Campinas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Fundação Universidade Federal de Viçosa (MG). A formação acadêmica prevê a graduação em nível de bacharelado e licenciatura, grau necessário para a docência na educação básica.

Para a obtenção do diploma, o estágio supervisionado é obrigatório. Instituições de ensino fundamental, médio e superior, indústrias, institutos de pesquisa científica e tecnológica, editoras de livros didáticos, museus científicos e instalações nucleares selecionam estagiários durante todos os meses do ano, especialmente no final do ano letivo.

Durante o curso, os estudantes estudam Fenômenos Físicos, Geometria Analítica, Cálculo, Programação, Probabilidade e Estatística, Termodinâmica, Eletromagnetismo, Química, Física Matemática, Mecânica Quântica, Estrutura da Matéria, Astronomia, Relatividade, Física dos Materiais, Análise Espectroscópica, Física das Partículas Elementares e Álgebra Linear.

profissão física onde atuar

+ Confira também: Quanto Ganha um Professor Universitário – Salário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *