Quanto Ganha um Corretor de Seguros de Carros – Salário

É uma profissão que exige tenacidade e persistência. Saiba mais sobre o dia a dia de um corretor de seguros de carros.



Quanto ganha um corretor de seguros de carros? Depende da dedicação. É necessário trabalhar muito, visitar clientes, lembrar o momento da renovação, sempre com muita cautela, porque é uma profissão em que necessariamente se lida com o patrimônio, os aborrecimentos e eventualidades negativas: se o cliente sofrer um acidente de madrugada, é tarefa do corretor ir em seu auxílio e providenciar todo o necessário para reduzir ao mínimo os prejuízos.

O seguro de carros – e de qualquer outra modalidade – é uma aposta. O contratante da apólice aposta que vai bater o carro e o corretor garante que não. Mas ninguém quer passar por um sinistro, por menores que sejam as consequências.

corretor de seguros

Quanto Ganha um Corretor de Seguros de Carros?

Pode-se começar no ramo de seguros de carros como um agente – vendendo apenas um produto específico – ou como corretor autônomo. As vantagens de colocar-se em uma empresa já conhecida pelo mercado são registro em carteira, uma pequena remuneração inicial, suporte nas negociações, material promocional, etc.

O corretor autônomo pode escolher trabalhar com várias seguradoras, escolhendo as melhores apólices para o perfil do cliente, além de fazer seus próprios horários. No entanto, é preciso ter certas habilidades para trabalhar como independente: carisma, poder de convencimento, muito trabalho para construir uma boa reputação, etc. Além disto, os ganhos variam de mês para mês. Antes de começar na nova profissão, é preciso fazer uma reserva financeira para os primeiros cinco ou seis meses, quando quase sempre o faturamento é insuficiente para cobrir as despesas.

Tanto novos agentes como o corretores de seguros de carros irão enfrentar muita competição no mercado: há os seguros dos bancos – e as equipes das agências têm metas de vendas mensais a serem cumpridas, com as vendas diretas pelas seguradoras. Outros concorrentes fortes são as empresas de rastreamento por satélite ou bloqueio do caro. Mas o mercado brasileiro tem vasto campo de exploração. Apenas 4% das apólices negociadas na América Latina resultam em pagamento em função de acidentes ou danos.

O corretor autônomo pode dar início às suas atividades em um pequeno escritório doméstico: mesa, cadeiras, computador, impressora e material de escritório, como cartões de visitas, envelopes e papéis timbrados.

+ Confira: Financiamento de Veículos

Formação para se tornar corretor de seguros

Para se tornar agente ou corretor, é preciso realizar um curso e submeter-se a um exame de proficiência aplicado pela Escola Nacional de Seguros. Com isto, o novo profissional pode solicitar o registro emitido pela SUSEP – Superintendência Nacional de Seguros Privados.

Os cursos preparatórios para corretores de seguros de carros podem ser feitos em escolas presencial ou online. A duração é de nove meses a um ano. As inscrições custam entre R$ 250 e R$ 470. Maiores detalhes podem ser obtidos no site da Escola: www.funensseg.org.br.

Salário de Corretor de Seguro de Carro

De acordo com pesquisas realizadas por consultorias de recursos humanos, existem corretores de seguros de carros que recebem apenas um salário mínimo (R$ 724).

Os maiores salários estão nas grandes regiões metropolitanas. A média nacional é de R$ 1.900, mas há profissionais que conseguem obter retiradas de R$ 4.000 mensais. Profissionais experientes e com boa carteira de clientes ganham bons vencimentos, trabalhando em uma área que está em crescimento lento, mas contínuo, nos últimos anos.

Um comentário em “Quanto Ganha um Corretor de Seguros de Carros – Salário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *