Quanto Ganha um Ator de Filmes Nacionais no Brasil – Salário

Excluindo as grandes estrelas das telas, um ator de filmes nacionais não ganha nada bem. Confira.



Para aparecer por apenas dez minutos em “Superman”, de Richard Donner (1977), o ator Marlon Brando faturou nada menos de US$ 4 milhões. Exageros à parte, as grandes estrelas sempre recebem cachês bem mais polpudos que os atores “normais”, seja em filmes nacionais, seja em anúncios comerciais.

Isto significa que quando Fernanda Montenegro faz um anúncio para vender mortadela ou sabão em pó, ela ganha um cachê muito maior do que a média paga a um ator comercial: quanto maior a notoriedade, maiores os rendimentos.

atores nacionais salário

Quanto Ganha um Ator de Filmes Nacionais no Brasil?

Voltando à realidade: acordo firmado entre empresários de cinema e atores estabeleceu o piso salarial para artistas que atuam no Rio de Janeiro (onde ficam, por exemplo, os estúdios da Globo Filmes e Record Filmes, que concentram a maioria da produção de filmes nacionais): pouco mais de R$ 2.340 mensais.

Claro que não estamos nos referindo a contratos de estrelas do cinema nacional como Fabio Porchat e Wagner Moura por exemplo, esses possuem cachê acima de R$500 mil.

A remuneração mínima (participações especiais, aparições em trechos dos longas-metragens, etc.) é ainda menos valorizada: R$ 436. Dificilmente, no entanto, um ator de cinema é agraciado com um contrato de longo prazo (leia-se “mais de um ano”).

Em geral, são firmados contratos por filme, de acordo com o personagem e, claro, com a fama. Um protagonista (ou vilão, dependendo do enredo) pode ganhar de R$ 10.000 a R$ 12.000 por mês, em uma gravação que pode ocupar seis meses de trabalho ou mais (desde a composição dos personagens até a pós-produção e divulgação do filme).

Os próprios atores não têm grande interesse em firmar contratos longos com as empresas cinematográficas. Os motivos principais são as restrições: ao participar de um filme nacional (inclusive durante o período de divulgação da obra), um ator não pode, por exemplo, participar de campanhas publicitárias e, em alguns casos, nem mesmo de outros projetos artísticos.

+ Confira:

filmes nacionais salário

Como se Tornar Ator

Em primeiro lugar, os candidatos ao estrelato precisam esquecer o glamour da profissão ou, pelo menos, colocar este atributo em segundo plano. O ator José Lewgoy (1920-2003), que participou de mais de 90 filmes nacionais (além de 30 produções de televisão), dizia que o ator de cinema “espera, espera, espera, até o dia em que o diretor avisa que a gravação já terminou”.

Ser ator de cinema é ensaiar, internalizar o personagem, justificar os atos (mesmo que sejam atos de um psicopata assassino), gravar, regravar, fazer diversas cenas fora da sequência para aproveitar a luz, o set, o figurino, etc. O glamour fica para as entrevistas na promoção do filme.

Não existe formação específica. Os interessados podem cursar uma faculdade de Artes Cênicas ou um curso livre de médio ou longo prazo. O importante é registrar-se na Delegacia Regional do Trabalho, vinculada ao Ministério do Trabalho e Emprego.

Sem este registro, nenhuma emissora ou produtora oferecerá oportunidades, restando apenas trabalhar em promoções de baixo orçamento, sem visibilidade, sem retorno financeiro e, muitas vezes, com abuso da exposição dos atores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *