Quanto Ganha um Produtor de Música Eletrônica – Salário, Cachê

No início da carreira, um produtor de música eletrônica não ganha muito, mas a profissão vale a pena.



Em empresas (gravadoras, produtoras de eventos, etc.), um produtor de música eletrônica iniciante ganha entre R$ 1.500 e R$ 2.000 por mês. Trabalhando como freelancer, é possível ganhar entre R$ 200 e R$ 300 por atividade.

As melhores oportunidades estão nas regiões Sul e Sudeste, especialmente no eixo Rio-São Paulo, mas nos últimos anos vêm aumentando as chances no Norte e no Nordeste, onde a cena musical não está tão saturada.

Especializando-se na profissão, porém, um produtor de música eletrônica pode aumentar significativamente os seus rendimentos; alguns produtores ganham mais de R$ 10 mil mensais. O importante é ter formação específica, formal ou informal.

produtor de música eletrônica

Hoje grandes nomes como Alok e Vintage Culture cobram mais de R$50.000 por apresentação.

Como se tornar um produtor de música eletrônica?

Um produtor de música eletrônica precisa ter bons conhecimentos sobre a história da música, teoria musical, escalas, acordes, ritmo e harmonia, orquestração, ouvido absoluto (ou relativo). O ideal é que os interessados em trabalhar com produção musical sem graduação formal saibam tocar ao menos um instrumento, gostar de ouvir música e ouvir diversos gêneros.

Para atuar na área, é importante ser técnico de som. A Engenharia de Áudio também oferece uma boa base, mas o curso é mais rígido – e um produtor de música eletrônica precisa acumular conhecimentos mais amplos e obter uma formação mais generalista.

Algumas instituições de nível superior oferecem a graduação em Produção Fonográfica (em alguns casos, o curso é específico para os interessados em produção de música eletrônica). Trata-se de uma graduação tecnológica, com duração de quatro semestres.

A profissão ainda não é regulamentada, nem reconhecida como de nível superior. Por isto, os graduados enfrentam a concorrência de profissionais autodidatas.

Em 2010, um projeto de lei foi aprovado pelo Congresso Nacional, mas foi vetado pelo então presidente Luís Inácio Lula da Silva, com base no artigo 5º da Constituição, que assegura o livre exercício de qualquer ofício, cabendo a imposição de restrições apenas quando existe a possibilidade de ocorrerem danos para indivíduos ou para a sociedade como um todo.

curso de música eletrônica

Curso de Produção de Música Eletrônica

A graduação tecnológica em Produção Fonográfica com ênfase em produção de música eletrônica qualifica os estudantes para dominarem a tecnologia e os aspectos criativos envolvidos nas atividades. É necessário escolher um curso abrangente, que contemples os diversos estilos, drum’n bass, hip hop, lounge, house, etc.

O curso de produção de música eletrônica oferece embasamento teórico e prático em percepção musical, técnicas de discotecagem, mixagem e masterização e, em alguns casos, também são ministradas aulas de empreendedorismo, com análise do mercado e prospecção de novos nichos, para quem pretende gerenciar um negócio próprio na área de produção.

Algumas faculdades disponibilizam cursos de pós-graduação. Não existem, no país, cursos semipresenciais (educação à distância) de Produção Fonográfica. Para quem pretende obter um panorama da profissão e as perspectivas do mercado, é possível matricular-se em um curso livre.

Nesta modalidade, o interessado pode situar-se no universo do produtor de música eletrônica em apenas 15 ou 20 horas de aulas.

tomorrowland anos

Onde pode trabalhar um produtor de música eletrônica?

O mercado de trabalho para os produtores de música eletrônica encontra-se em expansão. Um dos setores que está ampliando as contratações é o mercado de trabalho, para responder à demanda por trilhas de anúncios comerciais.

Também existem possibilidades de contratação em empresas de telefonia, para a produção de ring tones (toques de celular), e em empresas de desenvolvimento de videogames, para a composição das trilhas sonoras dos jogos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *