Quanto Ganha um Bodybuilder – Salário e Patrocínio

Os prêmios das competições internacionais são astronômicos, mas é preciso muito esforço para se tornar um bodybuilder.



No Brasil, a National Bodybuilding Amateur (NABBA) organiza torneios para bobybuilders amadores. Os maiores destaques se tornam campeões Overall, habilitados para participar nos campeonatos da IFBB. Na NABBA, os participantes precisam participar obrigatoriamente de três etapas:

  • quarto de volta – os atletas precisam se apresentar simultaneamente de frente, de lado e de costas, retornando à posição inicial. Os músculos precisam estar semirrelaxados;
  • rotina individual – os bodybuilders se apresentam individualmente. Eles são chamados ao centro do palco, onde têm direito a um minuto com música;
  • comparações – todos os atletas de uma categoria (os bodybuilders são divididos de acordo com o peso corporal) são convocados a fazer oito poses compulsórias. Os árbitros podem solicitar poses adicionais.

quanto ganha um bodybuilder

Quanto Ganha um Bodybuilder?

Bodybuilding (ou fisiculturismo) é a arte de cultivar o corpo. Em outras palavras, um bodybuilder realmente constrói o seu shape (dentro de certos limites impostos pela genética), adquirindo massa muscular (magra) e reduzindo a massa de gordura. Nas grandes cidades brasileiras, trabalhando em clubes e academias, um bodybuilder ganha até R$ 7 mil mensais.

Mas, nos torneios mundiais, estão os grandes ganhos de um bodybuilder. Em setembro de 2015, o Mr. Olympia, organizado pela International Federation of Bodybuilding (IFBB) distribuiu mais de R$ 860 mil reais para os dez primeiros colocados da categoria principal.

O faturamento destes superatletas pode ser ainda mais alto, se eles contarem com patrocínios (de empresas de equipamentos esportivos ou de suplementos nutricionais, por exemplo).

A Competição

Os juízes de uma competição de bodybuilding avaliam:

  • a muscularidade (tamanho dos músculos em relação à estrutura esquelética);
  • simetria (a harmonia entre os dois lados do corpo, forma, proporção e equilíbrio);
  • apresentação (a presença de palco, descontração, projeção dos grupos musculares e execução correta das poses conta pontos).

Os bodybuilders com as melhores pontuações fazem um minuto de posedown (demonstração do desenvolvimento físico e muscular). Para a final, são selecionados seis atletas, que têm 90 segundos para a apresentação individual com música e 60 segundos para um segundo posedown, com posições livres. Em seguida, é realizada a cerimônia de premiação.

bodybuilder salário

Como se tornar um bodybuilder?

O primeiro passo é encontrar uma boa academia. Os músculos podem começar a ser definidos com o suporte de equipamentos básicos de musculação. É importante salientar que, sem o acesso a estes equipamentos, não é possível se tornar um bodybuilder.

É importante receber as orientações de um profissional especializado. Muitas vezes, por exemplo, ao praticar halterofilismo, o atleta eleva um dos pesos acima do outro. Isto prejudica a simetria e pode comprometer a carreira. Anabolizantes esteroides, obviamente, estão totalmente fora de questão no bodybuilding.

Outro profissional importante para a construção de músculos é o nutricionista (ou endocrinologista). Ele avaliará a estrutura física, esquelética, muscular, o percentual de massa gorda, e orientará sobre a melhor dieta alimentar. Em alguns casos, é necessário recorrer a suplementos. Lembre-se: o regime é pessoal e intransferível: não é possível estabelecer um cardápio genérico.

Cada pessoa tem as suas próprias necessidades energéticas e de construção dos músculos.

Além dos treinamentos práticos, um candidato a bodybuilder precisa estudar anatomia humana, para conhecer os principais grupos musculares, para desenvolver o corpo de forma harmônica. Muitos atletas de fim de semana investem no tórax e nos braços, esquecendo-se de glúteos e pernas, por exemplo.

É preciso estabelecer metas objetivas. Túlio Wanderlei, um fisiculturista alagoano, começou os treinamentos pesando apenas 48 quilos. Atualmente, ele pesa 88 quilos nos períodos sem competições e reduz o peso para 72 quilos para os torneios. Wanderlei também é lutador de jiu-jitsu e licenciado em Educação Física.

Quem está com sobrepeso deve concentrar os treinos iniciais na queima de calorias. Os obesos, naturalmente, precisam corrigir a deficiência antes de se dedicar ao bodybuilding. O fortalecimento cardiovascular e respiratório também é fundamental: em 2014, o escocês Dave Brown sofreu uma parada cardíaca (e morreu) logo depois de vencer um campeonato de fisiculturismo.

Bodybuilders sem outras qualificações não costumam ganhar muito dinheiro. Em paralelo aos treinos nas academias e clubes, é importante obter formação profissional, preferencialmente em áreas correlatas, como Educação Física, Nutrição, artes marciais (inclusive MMA – mixed martial arts).

Com menos opções, é possível trabalhar como segurança, com carga e descarga de caminhões, etc. Estas atividades manterão o corpo ativo durante a maior parte do dia.

Os mais magros, por outro lado, podem começar os treinamento já na construção dos músculos (especialmente as rotinas de força, começando pelas compostas e posteriormente trabalhando músculos isolados, os mais problemáticos na bodybuilding).

Outro fator importantes: quem quer ser um bodybuilder – e ganhar dinheiro com isto – deve se preparar para um projeto de longo prazo, que exige frequência religiosa aos treinos, observação estrita das restrições alimentares e total abandono do fumo e do álcool. Não basta ver Jean Claude Van Damme em ação: é preciso, literalmente, botar a mão na massa.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *